(48) 3065-6602 (48) 99999-5741 secretariaexecutiva@sbmh.com.br


O uso da Oxigenoterapia Hiperbárica no Tratamento da Osteomielite

O uso da Oxigenoterapia Hiperbárica no Tratamento da Osteomielite<
02/05/2018
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Você sabe o que é Osteomielite? A Osteomielite é uma inflamação óssea que pode ser causada por vários tipos de micro-organismos e gera destruição óssea.

Sua causa mais comum é bacteriana, mas fungos e microbactérias também podem causar a Osteomielite, em consequência de um contato direto com outro tecido infectado, ou ferimento aberto.

O tempo de evolução da doença pode variar e ele quem irá caracterizá-la como infecção aguda ou crônica, onde quanto maior o tempo da doença, mais difícil o seu tratamento.

Quem pode pegar Osteomielite?

A Osteomielite não é causada apenas por germens hospitalares e qualquer pessoa pode pegar. Entretanto, há uma série de fatores de risco para esta doença como:

  • Idade Avançada;
  • Portadores de doenças reumatológicas;
  • Pessoas que fizeram algum tipo de cirurgia ortopédica, principalmente pessoas que colocaram próteses, parafusos ou similares.
  • Obesidade;
  • Desnutrição;
  • Tabagismo (pessoas que fumam);
  • Portadores de Diabetes Mellitus, principalmente descompensadas;
  • Pessoas com feridas crônicas como o pé diabético;
  • Pessoas com insuficiência vascular crônica;
  • Pessoas com doenças articulares, como artrose;
  • Pessoas com imunidade baixa como portadoras do vírus HIV (mesmo com Carga Viral Indetectavel no sangue)
  • Usuários de corticoides de longa data
  • Pessoas portadores de doenças que prejudicam a coagulação do sangue, como a cirrose hepática;
  • Pessoas com anemia antes mesmo da cirurgia;
  • Usuários de drogas intravenosas;
  • Pessoas que acabaram de sofrer fraturas com exposição do osso;
  • Pacientes transplantados;
  • Entre outros.

 

Sinais e Sintomas

Os sintomas da Osteomielite Aguda são diferentes da Osteomielite Crônica. Geralmente a Osteomielite aguda tem quadros mais claros e mais fáceis de perceber, como vermelhidão no local da infecção, inchaço, febre e calor no local.

Na Osteomielite crônica os sinais são mais brandos e mais difíceis de dar o diagnóstico, como dor persistente no local e em alguns casos abertura de fístula com secreção purulenta.

 

Diagnóstico

Somente o médico é capaz de fazer o diagnóstico correto e a melhor indicação para o tratamento e geralmente para a confirmação do diagnóstico é necessário o auxílio de exames de imagem, como tomografias e/ou ressonâncias magnéticas, pois estas são capazes de mostrar alterações precoces e definem a extensão da infecção.

Em casos de pacientes com próteses, órteses, parafusos, entre outros, o diagnóstico pode ser feito por cintilografia óssea e confirmado com uma biópsia óssea.

 

Tratamento

O tratamento da Osteomielite consiste no uso de antibióticos, cirurgia (quando indicada) e em muitas vezes sessões de Oxigenoterapia Hiperbárica.

Como a osteomielite está associada ao fluxo sanguíneo intraósseo reduzido, que causa a diminuição da pressão do oxigênio, a Oxigenoterapia Hiperbárica tem sua indicação justamente por aumentar a oferta de oxigênio no paciente, revertendo o caso de baixa do fluxo sanguíneo, o que pode levar a remissão de 85% dos casos de osteomielite crônica refratária aos tratamentos habituais.*

 

A Osteomielite tem cura e para que seja feito um bom tratamento o ideal é que seja feito um trabalho conjunto entre as equipes médicas.

Caso tenha alguma dúvida, procure o seu médico imediatamente. Para saber mais sobre a Oxigenoterapia Hiperbárica entre em contato conosco.

A Oxigenoterapia Hiperbárica pode reduzir em muitas vezes o tempo do seu tratamento.

 

*Goldman RJ. Hyperbaric oxygen therapy for wound healing and limb salvage: a systematic review. PM R 2009;1: 471–89

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.