(48) 99999-5741 secretariaexecutiva@sbmh.com.br


Efeito otoprotetor da oxigenoterapia hiperbárica na toxicidade causada pela cisplatina

Autoria: Camila C. Yassuda, Ana Elisa M. Righetti, Maria Cristina L. Cury, Miguel Ângelo Hyppolito, José Antonio A. de Oliveira, Omar Féres

Publicado em: 2008


Resumo/Abstract:

A Oxigenoterapia hiperbárica (OHB) envolve a inalação de oxigênio a 100% sob uma pressão maior que 1 atm. E um importante modo de terapia adjuvante para processos patológicos, tais como: infecção de partes moles, lesões actínicas, gangrena gasosa, osteomielite e doença descompressiva. A cisplatina e uma potente droga antineoplásica largamente utilizada para o tratamento de câncer. A ototoxicidade e um importante efeito colateral desta droga, causando dano irreversível, bilateral, na capacidade de ouvir sons de alta freqüência (4 – 8 KHz). Este estudo experimental, realizado na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo nos anos de 2005 e 2006. Objetivo: Avaliar o papel da Oxigenoterapia Hiperbárica como agente otoprotector contra a toxicidade de drogas. Métodos: Cobaias albinas divididas em 2 grupos Grupo A: com 5 cobaias (10 cócleas) que receberam cisplatina 8,0 mg/kg/dia, via intraperitoneal por 3 dias, submetidas posteriormente a OHB. Grupo B: com 3 cobaias (6 cócleas) que receberam cisplatina 8,0 mg/kg/dia, via intraperitoneal por 3 dias. As cobaias foram avaliadas através de otoemissões acústicas (OEA) e por microscopia eletrônica de varredura (MEV). Resultados: Encontramos no grupo B perda da função auditiva medida pela OEA e distorção das células ciliares externas a MEV. No grupo A, a MEV as células ciliares externas foram reservadas em sua grande maioria.
Conclusão: Assim podemos supor que a Oxigenoterapia Hiperbárica tem um efeito otoprotetor contra a ototoxicidade induzida pela cisplatina.


Ver/Download

Nossos Parceiros

Webeats Borssolani Store Planeta Plug ganhar na lotofácil> Desocultando Beleza Mágica Parcamp Impra Supperb API de consulta de Nota Fiscal